Seja bem-vindo! PRESTIGIE NOSSOS ANUNCIANTES. CONHEÇA OS PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS!

domingo, 1 de fevereiro de 2015

PANCREATITE - A CURA PELA NATUREZA - RECEITAS CASEIRAS

A cura da pancreatite não é fácil.

Pancreatite é uma inflamação do pâncreas, que pode ser aguda ou crônica. O consumo de álcool está diretamente associado à maioria dos casos da doença.

Outras causas
* Pancreatite aguda: pode ser causada pela migração deformação de pequenos cálculos biliares que obstruem a porção terminal do colédoco, interrompendo o fluxo das secreções pancreáticas. Essa obstrução provoca processo inflamatório intenso e aumento da glândula por causa do edema, ou seja, do acúmulo de líquido em seu interior. O álcool é causa frequente de pancreatites agudas;
* Pancreatite crônica: o álcool ingerido em grandes quantidades e por tempo prolongado determina alterações no parênquima pancreático, caracterizadas por fibrose e endurecimento, com consequente atrofia do pâncreas. Além disso, o principal duto pancreático (canal de Wirsung), que mede menos de meio centímetro de diâmetro, fica muito dilatado por causa do depósito de cálculos formados principalmente por cálcio em seu interior. Doente com pancreatite crônica pode ter surtos de pancreatite aguda.
Sintomas
a) Pancreatite aguda: dor abdominal intensa, quase sempre de início abrupto, na região superior do abdômen, que se irradia em faixa para as costas. Parece que é a segunda dor mais forte que alguém pode sentir. Náuseas, vômitos e icterícia são outros sintomas possíveis;
b) Pancreatite crônica: dor, diarréia e diabetes, porque o pâncreas vai perdendo suas funções exócrinas e endócrinas. A dor aparece nas fases de agudização da doença e tem as mesmas características daquela provocada pela pancreatite aguda.

Diagnóstico
Exame clínico e levantamento do histórico do paciente, principalmente no que se refere ao uso de álcool, são dados importantes para o diagnóstico das pancreatites. Sua confirmação, porém, depende dos resultados dos exames de sangue, de raios X e de ultrassom abdominal


Três ótimas receitas caseiras para pancreatite

Mas existem na natureza estratégias para combater e vencer a doença.

Antes de tudo, melhore sua alimentação.

Elimine açúcar, laticínios, glúten, refrigerante, café, álcool e frituras.

Inclua na sua dieta anti-inflamatórios naturais, como a cúrcuma (açafrão-da terra), o gengibre, o abacate, o azeite de oliva e o limão.

Apenas esse cuidados já o ajudarão bastante.

Mas vamos reforçá-los com três superdicas.

Elas, porém, só devem ser usadas fora de períodos de crise.

Neste caso, o acompanhamento médico é essencial, pois haverá possivelmente até a suspensão de alimentação sólida.

Vamos às dicas.

A primeira delas é misturar 1 colher (sopa) de azeite extravirgem de oliva e 1 colher (sopa) de sumo (o caldo) de limão puro.

Tome essa mistura diariamente em jejum.

O azeite precisa ser extravirgem e de boa qualidade.

E o limão estar fresquinho.

Se conseguir limão e azeite orgânicos, melhor ainda.

A segundo delas é o suco verde com limão, gengibre, dente-de-leão, pepino, aipo e couve.

Você vai tomar este suco de manhã, meia hora depois da primeira receita.

Para fazê-lo, prepare uma xícara de chá de dente-de-leão: ferva 200 mL de água, acrescente 1 colher (chá) de dente-de-leão e tampe a panela.

Espere esfriar.

Depois, coloque esse chá dentro do copo do liquidificador e acrescente o sumo de 1 limão, 1 pedacinho de gengibre (do tamanho de uns 5 centímetros), 1 quarto de pepino, 1 folha de couve e 1 talo de aipo.

Bata tudo, coe e beba na hora.

A terceira dica é o chá de alcachofra, que deve ser tomado no fim da tarde.

O preparo do chá é simples: ferva 200 ml de água.

Quando levantar fervura, acrescente 1 colher (chá) de alcachofra.

Tampe a panela e espere esfriar.

Em seguida, coe e beba.

A alcachofra e o dente-de-leão, assim como todas as ervas medicinais, são vendidas desidratadas em lojas de produtos naturais.

Temos certeza que esta rotina de tratamento natural vai melhorar bastante a sua pancreatite e, quem sabe, até curá-la.

Mas não abandone o tratamento de seu médico, certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário