Março 2015 - Vico Massagista e Quiropraxia - São José SC - Massagem Terapêutica, Massoterapia, Shiatsu, Ventosa

COLABORE COM O SITE, CLICANDO NOS ANÚNCIOS. OBRIGADO

COLABORE COM O SITE, CLICANDO NOS ANÚNCIOS. OBRIGADO

COLABORE COM O SITE, CLICANDO NOS ANÚNCIOS. OBRIGADO

segunda-feira, 23 de março de 2015

Tratamento para esporão no calcanhar (Fascite Plantar)

O que é o esporão de calcâneo? Fascite Plantar
O que é o esporão de calcâneo? Fascite Plantar


Os esporões no calcanhar são resíduos ósseos que geralmente tem como causa a tensão excessiva do osso do calcanhar pelos tendões ou pela fascia – o tecido conjuntivo aderente ao osso. Os esporões causam dor na parte inferior do calcanhar, e uma das causas é o pé chato (a planta e o arco do pé em uma forma anormal) que pode esticar exageradamente a fascia, gerando o crescimento dos esporões. Inicialmente o esporão vem de uma inflamação na planta do pé, chamada fasciíte plantar, que pode ocorrer devido à sobrecarga a que os nossos pés sofrem no dia-a-dia. Quando a fasciíte plantar não desenvolve para um esporão, o tratamento é fácil e satisfatório, mas se ela desenvolve, aí o problema é maior, pois ele irá machucar ainda mais a planta do pé, pois ele é pontiagudo, e só poderá ser retirado com cirurgia. Mas, por mais que só possa ser retirado com cirurgia, é muito provável que os pés incorporem e “aceitem” o esporão, se adaptando à ele com o tempo.

O tratamento é feito somente para eliminar a dor, como por exemplo injetando na zona dolorida do calcanhar uma mistura de corticosteróides com um anestésico local. Além do uso de medicamentos, os cuidados ortopédicos devem ser redobrados para estabilizar o calcanhar e reduzir o estiramento da fascia. O solado dos sapatos deve ser grosso e amortecido, e as palmilhas devem se adaptar à planta dos pés.

esporão no calcanhar, fascite plantar, fascite plantar, esporão calcaneo, tratamento, causas, sintomas, tratamentos, como prevenir, como surge esporão calcaneo
Tratamento para esporão no calcanhar (Fascite Plantar)


Algumas dicas de tratamento para o esporão no calcanhar:


  • Use sapatos com amortecedor
  • Diminua a atividade física, pois elas podem estar sobrecarregando os pés.
  • Faça escalda-pés com frequência, colocando os pés de molho em água morna e massageando.
  • Massageie os pés em algum cabo redondo, rodando pra frente e para trás. Isso deixa maleável as fibras dos tendões e da fáscia.
  • Tome chá de ervas anti-inflamatórias, como chá-verde, erva-mate(chimarrão), mini bambú japonês, camélia, sabugueiro, cavalinha, guaco, mil-em-ramas(Aquílea miellifolium), lavanda, sálvia…
  • Cataflan gel ou Scaflan gel podem ajudar a amenizar a dor.
  • Alongamento em todo o corpo, e principalmente nos pés pode contribuir para sentir menos dor.

Causas do esporão de calcâneo


Situações variáveis que causem um estresse crônico à região do calcanhar podem provocar o surgimento de um esporão. Pessoas com a curvatura dos pés acentuada, que sofrem com o sobrepeso ou que trabalham em pé durante muito tempo têm forte tendência a apresentar o problema.



Vídeo:  Esporão calcâneo (fascite plantar), causa do intensa nos pés em período de crise. O que posso fazer?




Outros fatores de risco para o surgimento do esporão de calcâneo são:


Usar, excessivamente, salto alto ou calçados que sejam pouco apropriados para os pés. É o caso de sapatos muito apertados ou velhos
Praticar esportes com forte impacto nos pés. Dança e corrida, por exemplo
Alterar a marcha, como pisar com o pé torto.
Sintomas do esporão de calcâneo
Dificilmente o esporão causa um sinal aparente, como vermelhidão ou inflamação. O que caracteriza, de fato, o problema é a dor. Geralmente, a dor é pulsante na zona plantar do calcanhar. Mas atenção: nem toda dor nessa região é esporão e há casos em que o problema é assintomático.


Tratamento para o esporão de calcâneo

Inicialmente, a inflamação pode ser controlada com repouso e gelo local. Mas nos casos em que há resistência, a melhor forma de tratamento é a fisioterapia que oferece exercícios e alongamentos bem específicos para os pés e as panturrilhas. A grande maioria dos pacientes responde muito bem ao tratamento com técnicas fisioterapêuticas.




Vídeo:  Esporão calcâneo (fascite plantar) tem cura?

Esporão de Calcâneo, Dor no Pé, Fascite Plantar? São problemas que ocorrem no pé e podem ter simples formas de controle, aprenda com esse vídeo a ter base para entender e controlar aquilo que sente em seus pés. Espero seu comentário abaixo! Fique com Deus!





Algumas dicas para praticar em casa:

Alguns exercícios simples são eficazes no alívio dos sintomas do esporão de calcâneo. Podem ser feitos em casa e evitam, muitas vezes, o uso de remédios e até cirurgias. Mas, atenção! Só inicie sua fisioterapia em casa com os pés desinchados. Execute os movimentos, pelo menos, duas vezes ao dia e evite atividades esportivas durante as duas primeiras semanas.

1) Ande descalço em terreno regular sempre que possível, pois isso favorece o alongamento da planta do pé;

2) Ao acordar, ainda deitado de costas, aponte os dedos dos pés em direção à cabeça por 20 segundos. Repita cinco vezes;

3) Alongue a planta do pé. Apoie os dedos dos pés na parede e o calcanhar no chão, então escorregue os dedos devagar até que a sola do pé encoste totalmente no chão. Repita esse movimento oito vezes por dia em cada perna;

4) Alongue a panturrilha usando uma rampa. Enquanto uma perna descansa no alto da rampa, a outra fica na base com o joelho esticado. Mantenha o calcanhar na rampa e aproxime o corpo do apoio. Deixe a coluna reta e mantenha a posição por 20 segundos. Faça esse exercício oito vezes em cada perna;

5) Repita o movimento anterior, agora com o joelho dobrado. Também por 20 segundos e oito vezes em cada perna.



Vídeo:  Esporão calcâneo (fascite plantar), o que posso fazer?





Como prevenir o esporão de calcâneo


Controlar o excesso de peso do próprio corpo para reduzir o estresse provocado sobre os pés
Usar calçados adequados nas práticas esportivas e no dia a dia. Sempre que possível, evite sapatos com salto alto
Fortalecer, regularmente, a musculatura da planta do pé. Procure orientação profissional antes de iniciar a prática de exercícios
Manter atenção à postura quando ficar de pé e andar devagar
Evitar andar nas pontas dos pés

As "calcanheiras" aliviam a dor, mas aumentam a pressão na planta do pé. Opte pelas palmilhas completas.

quarta-feira, 11 de março de 2015

A mão direita é um indicador fundamental da personalidade, agressividade e doenças sofridas por você.




dedos das maos e caracteristicas psicologicas. A mão direita é um indicador fundamental da personalidade, agressividade e doenças sofridas por você.
A mão direita é um indicador fundamental da personalidade, agressividade e doenças sofridas por você.


Dedos das mãos e características psicológicas



A ideia de que o formato de suas mãos indica algo profundo sobre suas inclinações pessoais, os filmes que você gosta, a sua capacidade atlética e o tamanho da sua orelha parece bizarra. Mesmo assim, por muitas décadas, os cientistas têm observado uma ligação extraordinária entre a relação de dois dedos na mão – o anelar e o dedo indicador, conhecidos no jargão dos cientistas como 2D e 4D – e toda uma série de características aparentemente não relacionadas.

Essa “relação digital”, especialmente quando aplicada na mão direita, é um indicador fundamental da personalidade, agressividade e doenças sofridas pelos homens.

Há evidências de uma ligação entre a relação “2D:4D” e a probabilidade de um homem desenvolver câncer de próstata, por exemplo. Especificamente, homens cujos dedos indicadores são mais longos do que os seus dedos anelares são significativamente menos propensos a desenvolver a doença, de acordo com cientistas do Instituto de Pesquisa do Câncer, na Inglaterra. Um longo dedo indicador também se correlaciona fortemente com um menor risco de doença cardíaca precoce e, nas mulheres, um maior risco de câncer de mama e maior fertilidade.

Mas observar a razão entre seus dedos não é simplesmente uma questão de olhar para sua mão e comparar a posição das pontas. É necessário medir a distância entre o ponto médio da menor dobra na base do dedo, na parte da palma, até o fim da ponta carnuda.

Enquanto um longo dedo indicador é considerado mais feminino – homens que os têm são mais propensos a ser homossexuais -, um dedo indicador curto em relação ao dedo anelar indica uma mão mais masculina. Isso se correlaciona com a fertilidade e maior contagem de espermatozoides masculinos, maiores níveis de agressão e aumento da aptidão para o esporte e música.

O extraordinário é que estas afirmações são baseadas em evidências científicas sérias. Há muito tempo, mais ou menos no final do século 18, as pessoas notaram que uma maior proporção de homens têm dedos indicadores mais curtos do que as mulheres. Mas somente a partir da década de 1980 que os cientistas começaram a se perguntar se a relação entre os dedos poderia estar ligada a mais do que simplesmente ser do sexo masculino ou feminino.

O que se descobriu foi que mais de 100 traços psicológicos e propensões para várias doenças são ligados a essa relação. E não só isso. Estudos mostram que homens com dedos anelares maiores são mais atraentes. Da mesma forma, aqueles com uma razão menor, tendo o dedo anelar maior que o indicador, tendem a ter orelhas maiores.

Mas o que isso significa? Pode o comprimento dos dedos realmente determinar o seu comportamento, características do seu corpo e a vulnerabilidade a determinadas doenças? A verdade é que não são os dedos por si só que fazem alguma diferença nestes efeitos profundos e dramáticos.

De acordo com o biólogo do desenvolvimento Dr John Manning, que analisa a razão entre os dedos há mais de 20 anos, esta sutil diferença no comprimento dos dedos está ligada a exposição a hormônios sexuais dentro do útero quando somos ainda pequenos fetos, especialmente a testosterona, o nomeado “hormônio masculino”.

Simplificando, mais testosterona é igual a uma maior chance de ter uma mão mais “masculina”, isto é, com um dedo indicador relativamente curto. E é essa exposição à testosterona no útero que tem efeitos muito profundos sobre o nosso comportamento e suscetibilidade a doenças.
Estudos descobriram que os fetos que tiveram uma elevada exposição à testosterona – e têm dedos indicadores curtos – tendem a ser associados com uma personalidade extrovertida, uma disposição para assumir riscos, maiores níveis de agressão, músculos mais fortes e, curiosamente – uma vez que a capacidade musical não é comumente identificada como particularmente “masculina”), uma probabilidade muito maior de tocar um instrumento bem.

É claro que não há uma regra, mas as pessoas de ambos os sexos com dedos indicadores relativamente curtos tendem a ser mais sexualmente aventureiras, mais propensas a experimentar drogas, a gostar de assistir filmes violentos e se tornam dependentes de álcool com mais facilidade.
Pessoas com dedos indicadores curtos também são melhores soldados, engenheiros, especuladores e jogadores de xadrez, e são melhores em resolver problemas, tais como palavras cruzadas. Eles também são mais propensos a ser canhotos.

O mistério é por que essa relação entre os níveis de testosterona no útero e o comprimento dos dedos evoluiu.

O que o professor Manning e outros têm notado é que pode haver um elemento de “seleção sexual” acontecendo com as mãos também. As mulheres muitas vezes comentam sobre mãos “masculinas” e Manning especula que essa pode ser uma avaliação subconsciente da relação entre os dedos.

Pode ser, segundo Manning, que um longo dedo indicador em homens evoluiu por razões puramente funcionais. Muitos antropólogos evolutivos têm especulado que, junto com a nossa capacidade de manipular o fogo, uma das principais razões por que os seres humanos tornaram-se tão bem sucedidos foi a nossa capacidade de projetar nossa força a partir de uma distância usando armas como a lança, o estilingue e o arco-e-flecha.

Os cientistas descobriram que um anelar mais longo pode ajudar a aumentar a precisão ao atirar objetos. E os homens que podiam atirar de longe mataram mais animais, comeram melhor e, portanto, eram melhores parceiros, garantindo que a ligação entre o dedo anelar longo e a masculinidade fosse repassada.



segunda-feira, 9 de março de 2015

O que é REFLEXOLOGIA e como funciona?



A reflexologia podal é uma técnica de massagem relaxante que atua em todo o corpo, porém, é realizada somente nos pés. Descubra como essa técnica pode ajudar a aliviar sua tensões e melhorar o funcionamento do seu organismo e ainda descubra os seus benefícios.  A aplicação da Reflexologia é feita através de uma técnica específica de pressão que atua em pontos reflexos precisos dos pés com base na teoria de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo. Por tanto, não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com a massagem corporal.  Objetivos da Reflexologia. A Reflexologia é a técnica que através do toque, busca nos pés e mãos, áreas doloridas que refletem o corpo humano por inteiro. ... O objetivo do tratamento é normalizar as funções do corpo, diminuir a tensão, aliviar o estresse e melhorar o funcionamento do fluxo de sangue por todo o corpo.  A reflexologia podal promove diversos benefícios para a saúde e trata de vários tipos de doenças. A técnica é aplicada a partir da pressão sobre pontos específicos dos pés relacionados com as várias partes do corpo. ... Esse processo pode aliviar dores, promover relaxamento ou, curar doenças. Pode ajudar a aliviar os pés, dando-lhe alívio imediato da dor do pé. Combinar calor e o sal Epsom relaxa os pés e alivia a dor. Coloque duas a três colheres de sopa de sal Epsom em uma banheira de água morna. Mergulhe os pés na banheira por 10 a 15 minutos;  A Reflexologia Podal proporciona um imenso relaxamento, sensação de prazer e bem-estar. As sessões de Reflexologia Podal tem duração de 20 ou 30 minutos. Pergunte ao seu terapeuta sobre um Escalda-Pés com óleos essenciais prévio à sessão de Reflexologia..  Como relaxar os pés doloridos? Fazer o escalda pé relaxante é bastante fácil, basta que: Coloque numa bacia um pouco de água morna e acrescente 2 colheres de sal de cozinha; Deixe os pés de molho por 15 a 20 minutos; Seque bem os pés e passe um pouquinho de óleo de amêndoas nas mãos, espalhando bem em todo pé.
O que é Reflexologia Podal, para que serve, seus benefícios, como aplicar a massagem nos pés, tratamentos e benefícios

REFLEXOLOGIA, A MASSAGEM TERAPÊUTICA NOS PÉS 


A Reflexoterapia é a técnica capaz de avaliar e tratar distúrbios físicos e emocionais por meio de estímulos em plexos nervosa relacionados ao órgão ou a característica emocional em tratamento.

Nos pés há uma representação fiel de todo o organismo, havendo no mínimo um plexo capaz de estimular cada órgão ou víscera.

Para Proporcionar tais resultados, a Reflexoterapia atua sobre o funcionamento do sistema nervoso (SN), eliminando acúmulos de
sangue nos plexos nervosos dos pés. A técnica restabelece a comunicação perfeita do cérebro com o organismo.

Os Reflexologistas não prescrevem, não diagnosticam ou tratam de doenças específicas, mas trabalham no corpo para estimular sua
própria resposta. Auxiliando em determinados distúrbio


Você conhece a técnica da reflexologia podal e todos os benefícios que ela pode oferecer para o corpo e a mente?


reflexologia podal é uma técnica de massagem relaxante que atua em todo o corpo, porém, é realizada somente nos pés. Descubra como essa técnica pode ajudar a aliviar sua tensões e melhorar o funcionamento do seu organismo e ainda descubra os seus benefícios.





A Reflexologia é classificada atualmente, como uma ciência que se baseia em estudos fisiológicos e neurológicos. Além de ser também uma arte, porque depende da habilidade com que o terapeuta aplica o seu conhecimento.

Através de sua técnica suave e extremamente eficaz de massagem terapêutica, conquistou um lugar de destaque e fascínio, no campo da medicina complementar.

Entre outros benefícios, a Reflexologia, busca o bem estar através de teorias holísticas. O termo “holístico” é derivado da palavra grega holos, que significa “inteiro” e, assim, procura tratar o indivíduo como um todo, constituído de corpo, mente e alma.


O que é a reflexologia e como funciona?


A aplicação da Reflexologia é feita através de uma técnica específica de pressão que atua em pontos reflexos precisos dos pés com base na teoria de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo. Por tanto, não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com a massagem corporal.   Em Reflexologia, o tratamento de uma doença não se concentra especificamente nos sintomas apresentados pelo cliente, mas em encontrar a causa daquela patologia.    De acordo com a medicina oriental, e holística, o não tratamento da causa de uma doença implica em alterações energéticas que se manifestam fisicamente.    A aplicação da Reflexologia é feita através de uma técnica específica de pressão que atua em pontos reflexos precisos dos pés com base na teoria de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo.    Por tanto, não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com a massagem corporal. Cada parte do corpo e cada função orgânica, possue seu ponto reflexo correspondente nos pés.   Vídeo de Reflexologia: descubra os pontos nos pés que se comunicam com o resto do corpo.  A reflexologia cuida da sua saúde e bem estar
Reflexologia: descubra os pontos nos pés que se comunicam com o resto do corpo.  A reflexologia cuida da sua saúde e bem estar



A aplicação da Reflexologia é feita através de uma técnica específica de pressão que atua em pontos reflexos precisos dos pés com base na teoria de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo. Por tanto, não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com a massagem corporal.

Em Reflexologia, o tratamento de uma doença não se concentra especificamente nos sintomas apresentados pelo cliente, mas em encontrar a causa daquela patologia.

De acordo com a medicina oriental, e holística, o não tratamento da causa de uma doença implica em alterações energéticas que se manifestam fisicamente.

A aplicação da Reflexologia é feita através de uma técnica específica de pressão que atua em pontos reflexos precisos dos pés com base na teoria de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo.

Por tanto, não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com a massagem corporal. Cada parte do corpo e cada função orgânica, possue seu ponto reflexo correspondente nos pés.


Vídeo de Reflexologia: descubra os pontos nos pés que se comunicam com o resto do corpo.  A reflexologia cuida da sua saúde e bem estar




Se um órgão ou função orgânica estiver comprometida, os pontos reflexos daquela área, estarão mais sensíveis ao toque, e o cliente poderá referir dor durante a palpação dos pontos ou mesmo durante a pressão exercida durante o atendimento.

Os pés representam um mapa do corpo, com todos os órgãos, glândulas e membros, que estão dispostas também nas mãos e orelhas. Mas no Brasil, o uso da Reflexologia nos pés, é mais comum.

Usando estas técnicas específicas de aplicação de pressão sobre estas áreas, ocorrem mudanças fisiológicas no organismo, na medida em que o próprio potencial de cura de cada pessoa é estimulado. Dessa maneira, os pés podem desempenhar um papel importante para se conquistar e manter uma saúde melhor. 

No entanto, para se praticar Reflexologia, é desnecessário a utilização de qualquer equipamento. O uso das mãos e principalmente da polpa dos dedos, é suficiente para um bom atendimento.

Com um pouco de sensibilidade, determinação e um toque firme e preciso, uma sessão de Reflexologia, proporcionará bem estar, relaxamento e bons resultados.


Vídeo de Reflexologia:  Reflexologia podal, massagem nos pés: 10 maneiras de tratar todos os problemas de saúde - uma simples massagem nos pés pode trazer muitos benefícios que você nem imagina e pode fazer muito bem para sua saúde.       




O bom relacionamento entre o beneficiário e o terapeuta é um importante aspecto do tratamento. O terapeuta atua para aliviar o sofrimento do paciente, e assim, procura aumentar o potencial de cura do cliente.

O Reflexologista deve ter como meta, durante um tratamento, alcançar o equilíbrio energético perdido. E assim, devolver ao seu cliente a homeostase corporal natural.

Citando Kevin e Bárbara Kunz, em seu livro The Complete Guide to Foot Reflexology: "Se a reflexologia nunca conseguisse nada além do que combater o stress com relaxamento, ela estaria servindo muito bem aos seus propósitos.”

Quando conseguimos proporcionar, através da massagem o relaxamento corporal, se torna mais fácil, utilizando a Reflexologia e encontrar os pontos em que existem mais ou menos energias acumuladas. E assim, iniciar um bom tratamento, com a certeza de sucesso a ser alcançado.

Sendo assim, concluímos que a Reflexologia tem por principal objetivo, tratar o corpo como um todo e esforça-se por chegar à causa da doença. Sem tratar apenas dos sintomas.

Desta forma, podem ser obtidos resultados satisfatórios em um tratamento de Reflexologia, assim como em qualquer outra especialidade, onde o mais importante é conscientizar o cliente que sua participação é essencial.

Vídeo de Reflexologia:  Reflexologia Podal, Reflexologia nas mãos, Reflexologia no rosto - Neste programa você irá aprender história da reflexologia, para que serve a reflexologia, qual a diferença da reflexologia para a acupuntura, como usar a reflexologia em conjunto com a estética, como se trabalha o sistema digestivo com a reflexologia. Essa demonstração não habilita ninguém a atuar como reflexologista. Busque uma boa função e se aprimore continuamente. Lembre-se sempre de que você está lidando com a saúde o de um ser humano.




A responsabilidade do cliente jamais deve ser deixada de lado. Assim como na medicina ocidental, se o doente não tomar o medicamento receitado, não encontrará cura.

Em Reflexologia, não se administram medicamentos, a mente é quem faz este papel. E acredite, seu poder de cura pode ser maior do que qualquer outro tipo de tratamento.

Ainda que o Reflexologista seja compreensivo, atencioso e dedicado ao bem-estar de seu cliente, nenhum terapeuta ou outra pessoa, poderá tomar a decisão de que a cura será alcançada

Para obter ou chegar o mais perto da cura, o cliente tem que ter como neta , é fundamental a disposição de se livrar da doença e adotar uma conduta de confiança no tratamento. O paciente precisa assumir essa responsabilidade para conseguir alcançar o objetivo de atingir o pleno equilíbrio energético.

Se o Reflexologistas conscientizar seu cliente da importância de se desenvolver o pensamento positivo e a força de vontade, já é um bom começo para se programar a mente a buscar a cura.

O corpo humano é uma máquina poderosa que tem a função de manter todos os nossos sistemas em perfeito funcionamento. Mas é a mente quem controla nossas emoções.

O stress do dia a dia, a falta de tempo para ouvirmos as necessidades de nosso organismo, muitas vezes nos leva a adiar os sintomas de uma doença, que vão se manifestando pouco a pouco.

Se prestarmos mais atenção na linguagem corporal, com certeza iremos conseguir identificar os sintomas de falência de energia de algum sistema orgânico, e desta forma procurar a solução antes que a doença atinja se desempenho natural.

Somos uma máquina. Como um carro em funcionamento! Se uma parte não está funcionando adequadamente, o carro todo sofre e tem de ir para uma oficina receber uma regulagem.

A Reflexologia pode ser considerada o equivalente a essa regulagem. E como você não pode trocar o seu corpo por um novo, assim como faria com um carro; faz sentido tratar corretamente aquele que você tem.

O Reflexologista não cura, somente o corpo é capaz de exercer essa função.. Mas a Reflexologia ajuda a equilibrar todos os sistemas corporais, estimulando uma área pouco ativa e acalmando uma área hiperativa, ou sendo inofensiva para as áreas que estão funcionando adequadamente.

Os sistemas corporais estão relacionados entre si, então qualquer desarmonia em um destes sistemas, irá alterar o coro por inteiro.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Trabalha muito tempo em pé? Cuidado com as varizes!




Doutor, por que eu tenho varizes?


Esta pergunta não é fácil de responder e envolve um monte de aspectos. Este post vai falar sobre as causas desse problema.




Trabalha muito tempo em pé?  Cuidado com as varizes!
Trabalha muito tempo em pé?  Cuidado com as varizes!



Varizes são veias dilatadas e deformadas, de coloração púrpuro-azulada, que surgem ao longo das pernas e podem causar dor e inchaço. Sua ocorrência é mais comum em pessoas que necessitam ficar em pé por longos períodos.
As veias das pernas, que reconduzem o sangue ao coração após ter irrigado os membros inferiores, possuem válvulas cuja finalidade é impedir o retorno do sangue aos pés pela ação da gravidade. Às vezes, essas válvulas não funcionam com eficiência e o sangue empoça nas veias provocando deformação, inchaço e alterações na sensibilidade da pele.
Nas mulheres, durante a menstruação e na gravidez, principalmente, os sintomas tendem a piorar.
Episódios de maior gravidade podem ocorrer tanto por dilatação das veias profundas quanto das superficiais. Nesses casos de insuficiência venosa, podem surgir edema persistente nos pés, úlceras nas pernas e alterações na pigmentação da pele.

Tratamento
Varizes superficiais podem ser facilmente reconhecidas observando-se a pessoa em pé. O tratamento mais comum é a remoção cirúrgica das veias comprometidas. O cirurgião faz diversas incisões, retira as veias afetadas e protege a(s) perna(s) com bandagens. O procedimento cirúrgico é rápido, o tempo de hospitalização é curto e a recuperação em casa pode durar algumas semanas.
Nos casos de varizes superficiais, é possível injetar drogas para necrosar as veias a fim de que não mais conduzam sangue. Esse procedimento requer normalmente duas ou três aplicações, mas não é indicado para o tratamento de varizes maiores nem para aquelas localizadas em veias profundas.
Seja qual for o tratamento adotado, é recomendável caminhar diariamente para estimular a circulação do sangue e o crescimento de novos vasos saudáveis.

Recomendações
Varizes não costumam provocar complicações mais graves. Nos casos mais sérios, entretanto, para evitar dores, inchaço e problemas de pele, alguns cuidados devem ser tomados:
* Evite ficar de pé, parado na mesma posição, por muito tempo. Se for obrigado a fazê-lo, procure movimentar-se. Isso faz com que os músculos das pernas ajudem o sangue a circular;
* Diversas vezes por dia, procure elevar as pernas acima do nível do coração por alguns minutos para facilitar o retorno do sangue para o centro do corpo;
* Lembre-se de que é muito importante usar meias elásticas. Os resultados serão melhores ainda se você as calçar logo cedo, antes de levantar da cama;
* Ande a pé. Caminhar é fundamental para prevenir varizes.

Advertência
Ferir uma veia com varizes pode provocar sangramento abundante. Nesse caso, deite-se imediatamente e eleve a perna ferida. Comprima o ferimento com uma toalha limpa até que o sangramento estanque. Em seguida, lave com água corrente e sabão e proteja a área com um curativo compressivo.
As varizes predispõem as pessoas à flebite, inflamação dolorosa das veias. Coágulos de sangue podem formar-se nas veias afetadas. Quando um deles se instala numa veia profunda, existe a possibilidade de que um fragmento se desprenda e, deslocando-se pela circulação venosa, alcance o pulmão. Na ocorrência de qualquer inflamação dolorida, acompanhada ou não de endurecimento da área, em uma ou em ambas as pernas, que não desapareça com sua elevação, não perca tempo e procure um médico imediatamente.
No caso de dor intensa e contínua, procure um médico imediatamente.


Trabalha muito tempo em pé?  Cuidado com as varizes!