Seja bem-vindo! PRESTIGIE NOSSOS ANUNCIANTES. CONHEÇA OS PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS!

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

HÉRNIA DE DISCO CERVICAL - DOENÇAS DA COLUNA - CLÍNICA DE MASSOTERAPIA EM SÃO JOSÉ (SC)

HÉRNIA DE DISCO CERVICAL - DOENÇAS DA COLUNA - CLÍNICA DE MASSOTERAPIA EM SÃO JOSÉ (SC)




A hérnia de disco cervical ocorre quando o disco intervertebral sofre uma ruptura na sua parte externa chamada de anulo fibroso, permitindo que o material do seu interior saia e cause a compressão de alguma raiz cervical. Da mesma forma que as raízes da região lombar são responsáveis pela inervação dos membros inferiores, as raízes da região cervical são responsáveis pelos membros superiores. As raízes cervicais são responsáveis pela inervação dos braços, estimulando músculos e levando a sensibilidade dos braços e mãos. Quando uma destas raízes esta comprimida ou sofre irritação, aparece a dor e o amortecimento nos braços.



HÉRNIA DE DISCO CERVICAL - DOENÇAS DA COLUNA - CLÍNICA DE MASSOTERAPIA EM SÃO JOSÉ (SC)
Hérnia de Disco Cervical - compressão feita pelo disco no nervo
                                                                     



A dor cervical irradiada para um dos membros é o sintoma chave da hérnia de disco cervical. É chamada de cervicobraquialgia. Alteração de sensibilidade ou até mesmo de força podem acompanhar esse quadro. 


HÉRNIA DE DISCO CERVICAL - DOENÇAS DA COLUNA - CLÍNICA DE MASSOTERAPIA EM SÃO JOSÉ (SC)
Hérnia de Disco Cervical - degeneração - tipos
                                               

Sintomas

O paciente com hérnia cervical apresenta-se com dor que pode se iniciar no pescoço, nas escápulas, nos ombros e então descer para os braços e mãos. Associado a este quadro, temos também o amortecimento nas mãos e nos braços. Alguns pacientes, que possuem um quadro mais grave, podem apresentar também diminuição de forças. É comum estes sintomas aparecerem em apenas um lado do corpo.


Opções de tratamento

A maioria dos casos de hérnia de disco cervical podem ser tratados efetivamente com métodos não cirúrgicos como medicação, fisioterapia e tratamento percutâneo da dor.
Quando não obtemos melhora, utilizamos técnicas de cirurgia que visam a remoção da hérnia e com isso a descompressão da raiz. No local do disco doente removido pode-se fazer uma fusão ou inserir uma prótese de disco com o intuito de preservar movimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário