Seja bem-vindo! PRESTIGIE NOSSOS ANUNCIANTES. CONHEÇA OS PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS!

sábado, 19 de dezembro de 2015

Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento

Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento


Você já esteve à beira de um penhasco ou olhando pela janela no topo de um prédio muito alto e suas mãos começaram a suar? Ou talvez isso tenha acontecido quando você estava prestes a falar na frente de uma plateia muito grande?
Se alguém apertar sua mão, vai parecer que você acabou de sair do banheiro. Mas o que está acontecendo aqui?
Em termos médicos, a condição é conhecida como “hiper-hidrose palmar”. Em geral, pode ser causada por duas coisas: estresse emocional ou por um mecanismo do seu corpo para tentar controlar a sua temperatura (termorregulação).
No caso de você estar animado, com medo ou nervoso, a causa é a estimulação de um tipo específico de glândulas sudoríparas pelo seu sistema nervoso (simpático). Para entender o porquê, vamos falar sobre os diferentes tipos de glândulas sudoríparas e o que faz com que cada uma delas funcione.
Temos três tipos de glândulas sudoríparas: écrina, apócrina e exócrina.
Enquanto os três tipos podem produzir suor por causa da mesma ação, como correr em uma esteira, é importante notar a diferença para entender por que suas mãos suam quando você está em pé à beira de uma plataforma de bungee jump.
As glândulas écrinas compõem a maioria das glândulas sudoríparas que você tem. Os estudos científicos realizados até o momento não chegam a um consenso absoluto sobre a quantidade delas, mas estima-se que, aproximadamente, das quase 4 milhões de glândulas sudoríparas, 3 milhões sejam écrinas.

Função das glândulas écrinas

Sua principal função é controlar a temperatura corporal. As áreas do corpo que têm a maior concentração de glândulas écrinas são as solas dos pés, palmas das mãos e a testa. Estas são as glândulas sudoríparas responsáveis por deixar as palmas das suas mãos suadas.
Quando são estimuladas, elas liberam um líquido inodoro claro que evapora no ar, quando a temperatura do corpo fica muito alto.

Glândulas sudoríparas apócrinas

Já estas glândulas residem principalmente em suas axilas e suas regiões genitais. Elas produzem um espesso, oleoso e inodoro líquido que é liberado em seus folículos pilosos. As bactérias que residem em sua pele quebram esse líquido e o resultado é o odor que sentimos quando não tomamos banho regularmente.
Em mamíferos, este fluido oleoso é considerado por alguns como um feromônio para atrair um companheiro, ou atuam como um sinal de alerta para outros mamíferos.

Glândulas exócrinas

Estas glândulas também residem principalmente nas axilas e regiões genitais. Elas se desenvolvem durante a puberdade e são conhecidas como écrinas precursoras. Podem produzir suor até sete vezes mais rápido do que glândulas écrinas. O papel destes tipos de glândulas é controverso, mas acredita-se que estejam envolvidos na transpiração excessiva das pessoas com uma condição conhecida como hiperidrose axilar (sudorese excessiva nas axilas).
Todas as suas glândulas sudoríparas são ativadas por um tipo de fibra nervosa chamada de fibra simpática. São os nervos que reagem ao seu sistema nervoso simpático. Quando este sistema de luta ou fuga torna-se ativo, você começa a suar.

Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento
Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento

É tudo culpa do sistema nervoso (não tão) simpático

Quando você está correndo, praticando ciclismo, natação ou colocando seu corpo em uma situação onde ele precisa esfriar a si mesmo, ele libera neurotransmissores como a dopamina, epinefrina e norepinefrina, que fazem com que suas glândulas sudoríparas transbordem como uma torneira fedida.
O principal neurotransmissor responsável por estimular as glândulas écrinas em suas palmas das mãos é a acetilcolina.
Então, por que as palmas ficam suadas quando você está animado ou estressado?
Quando o estresse emocional provoca uma reação do sistema nervoso simpático, afeta principalmente as glândulas écrinas em seu rosto, palmas das mãos, plantas dos pés e em suas axilas. Também faz com que suas veias se contraiam.
Esta é uma distinção significativa da reação que o corpo tem quando é a regulação de temperatura que causa o suor. Neste caso, o hipotálamo faz com que,= suas veias se tornam maiores (dilatem). Isso ajuda a levar o sangue perto da superfície da pele para te refrescar.
É muito importante notar, no entanto, que a transpiração emocional e a transpiração termorreguladora não são necessariamente diferentes uma do outra.

Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento
Suor em excesso nas axilas, mãos e pés tem tratamento

A relação entre isso e mãos suadas

Pesquisas mostram que elas influenciam uma a outra. A diferença é real, no entanto. Por exemplo, a transpiração emocional é insensível às mudanças de temperatura, portanto, não são afetadas pelo hipotálamo.
O resultado é que você fica animado com alguma coisa, mas seu corpo não precisa ser resfriado – suas glândulas écrinas são estimuladas por seu sistema nervoso simpático de uma área do cérebro que não afeta necessariamente o resfriamento.
Armado com este conhecimento, você deve estar se perguntando por que a Mãe Natureza criou um sistema tão complexo que aparentemente parece ter o mesmo resultado sempre: palmas das mãos suadas.
Você não seria o primeiro a fazer esta pergunta.
A razão exata ainda é muito controversa.
A teoria prevalecente é que este é um modo muito eficiente de causar várias reações usando as mesmas vias e glândulas. A transpiração emocional faz com que as palmas das mãos suadas te ajudem a controlar a umidade da camada exterior da pele. Isso pode melhorar o atrito te dando melhores chances para, por exemplo, lutar contra os inimigos, ou melhorar seus movimentos quando você está prestes a subir um penhasco.
A sudorese generalizada que resulta de seu hipotálamo, em seguida, ajuda a resfriar o corpo quando estas intensas atividades físicas estão acontecendo. Também produz um odor que envia sinais de feromônio para esses mesmos inimigos.
No final, estar à beira de um precipício e suar como uma cachoeira é ter a certeza de seu corpo está funcionando como deveria.

Bônus

Enquanto ter palmas das mãos suadas é um fato normal para a maioria das pessoas, a transpiração excessiva pode ser irritante e constrangedora.
Clinicamente falando, esta transpiração excessiva é conhecido como hiper-hidrose, e é definida como um suor além do que é necessário para o equilíbrio térmico do corpo. Os sofredores dizem que tal suador afeta sua vida diária e é chato ou simplesmente intolerável.
Os tratamentos para esta desordem são muito abrangentes. Se a causa é simplesmente emocional, o seu médico pode prescrever medicamentos para ajudar a mantê-lo mais calmo, como Diazepam, por exemplo. Medicamentos anticolinérgicos também podem ser prescritos para reduzir a acetilcolina que existe em suas glândulas sudoríparas.
Antitranspirantes típicos que contêm sais de alumínio, tais como cloreto de alumínio, também podem ser administrados nestes casos. Os sais de alumínio funcionam bem porque irritam as glândulas sudoríparas, fazendo-as inchar. Isto impede que saia muito daquele suor irritante.
Outro tratamento testado que funciona é submergir as mãos ou os pés em uma água morna que tem uma leve corrente elétrica fluindo. Não se sabe por que isso ajuda, mas depois de cerca de 5 a 10 sessões, os pacientes começam a ver os resultados.
As injeções de Botox para as áreas afetadas também têm se mostrado úteis. No caso de todos estes tratamentos não funcionarem para você, ainda há uma cirurgia que pode ajudar, conhecida como “reconstrução do nervo simpático”. Procure um médico para saber mais.
Vico Massagista em São José SC  -  (48) 3094-5746  -  Massagem Massoterapia Quiropraxia Acupuntura

                                                                                                     


Nenhum comentário:

Postar um comentário