Seja bem-vindo! PRESTIGIE NOSSOS ANUNCIANTES. CONHEÇA OS PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS!

terça-feira, 5 de abril de 2016

Dores nos braços - principais causas e o que fazer




Dores nos braços - principais causas e o que fazer

Dores nos braços


As principais causas de dores nos braços são dores musculares, alguma forma de tendinite ou ainda circulação sanguínea ruim. Outras causas não tão comuns, podem ser bem mais perigosas como um ataque cardíaco, que muitas vezes faz o braço doer.


Um ataque cardíaco é causado pela falta de oxigênio nas células do coração, chamada de isquemia. A maioria dos ataques cardíacos é causada por arteriosclerose - um tipo de gordura acumulada dentro da parede dos vasos sanguíneos - ou trombose - que fecha o fluxo de sangue. Os sintomas de um ataque cardíaco são: dores no peito irradiando para o braço esquerdo (algumas vezes as dores são bem mais difusas, como dores na barriga), problemas ao respirar, enjôo ou angústia. Pode acontecer de a pessoa não sentir qualquer tipo de dor. Quando desconfiar de um ataque cardíaco, é importante chamar imediatamente uma ambulância ou se dirigir para hospital mais perto.


A maioria das dores nos braços não é perigosa e muitas delas têm uma melhora muito boa com a massagem, como a LER (lesão por esforço repetitivo), baixa circulação (formigamento, fraqueza) e cansaço muscular (dor após treino).


LER (lesão por esforço repetitivo) é uma doença razoavelmente moderna. Começou a ser registrada no século 19 durante a industrialização na Inglaterra. Para aumentar a produção, os funcionários das fabricas faziam o mesmo trabalho todos os dias. Por exemplo, apertar o mesmo parafuso. Esta prática deu origem às pesquisas científicas da LER. No tempo medieval, ela era chamada de doença dos escreventes. Hoje em dia, nós sabemos que a LER é uma inflamação forte no tendão ou em algumas fibras do músculo devido à sobrecarga de trabalho. Os tratamentos incluem descanso ativo, gelo, massagem, alongamento e fortalecimento do membro.


Posições de trabalho forçadas ou falta de movimento nos braços, podem causar a baixa circulação no braço. A artéria que leva sangue para o braço passa entre o escaleno anterior e o escaleno médio (dois músculos no pescoço), depois embaixo a clavícula (o osso que fica entre o esterno e a escápula) e depois embaixo dos peitorais menor e maior (o músculo do peito). O fluxo de sangue pode diminuir no braço se alguma estrutura do corpo, por exemplo o peitoral menor, pinça ou encosta demais na artéria. Isto pode levar a fraquezas, cansaço ou formigamento no braço. O tratamento é feito com alongamentos (principalmente na região do peito), massagem nos braços e exercícios para fortalecer a musculatura que não está forte suficiente para aliviar a região do ombro.


O cansaço muscular pode ter muito a ver com a falta de circulação no braço. Ele também pode ocorrer se a musculatura do braço estiver sobrecarregada. Alguns exemplos são os atletas que precisam usar muito da capacidade muscular no esporte ou pessoas que trabalham com algo que exija grande esforço nos braços (como um pedreiro que carrega sacos de cimento). O tratamento é muito simples: ou um dia de descanso ou massagem desportiva para tirar o excesso de ácido láctico da musculatura. Normalmente, a recuperação é muito rápida.




Massagem e alongamento são sempre bons para prevenir dores nos braços. A massagem libera hormônios como ocitocina no sangue, que relaxa a pessoa e traz bem estar. Alongamento, combate o endurecimento dos músculos e alivia tensões em geral.


Clínica de Massagem Terapêutica, Massoterapia, Acupuntura, Ajuste de Coluna (Quiropraxia), Reflexologia

Em São José - Centro - Rua Arnaldo Bonchewitz, 29  (próximo à Moto Panther)

Dores nos braços - principais causas e o que fazer
Dores nos braços - principais causas e o que fazer


Rápida recuperação e alívio das dores de coluna, nas costas, lombares, ciático, torcicolo, ombro, pescoço, joelho, tornozelo, cotovelo.  Indicada também para combater a ansiedade, estresse, cansaço e fadiga, síndrome do pânico e alívio da tensão nervosa (nervosismo)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário